A frustração intoxica nossa vontade de continuar, minando a motivação que precisamos para nos levantar mais uma vez e continuar a nossa jornada, que por sinal é o que precisamos todas as manhãs ao despertar. É um sentimento de fracasso e decepção que aparece frente a um desejo não realizado ou uma necessidade não satisfeita. Quanto maior for o desejo de realização, maior será o grau de frustração que teremos.

Entenda que a frustração é parte da vida. Nem tudo que você quer é o que, na verdade, precisa, e nem tudo o que você necessita vai conseguir no momento em que desejar.

Mas, apesar de tudo, nunca renuncie suas metas, continue em frente.

Não permita que as desilusões da vida — e considere que todos nos desiludimos em algum momento — abortem seu potencial e o afastem de seus sonhos.

Você é maior que suas desilusões. Tem em seu interior o DNA da grandeza, só que, por momentos, parece que a dor e a frustração ocultam isso. Comece a ver a vida de outra maneira, vire a página e continue em frente, mudando o que até hoje não funcionou e fez com que se sinta frustrado. Pense naquilo que há tanto tempo você quer fazer e ainda não fez; procure fazer as coisas e estar com as pessoas que acrescentam valor à sua vida.

E o que lhe dá prazer? Escreva em uma folha de papel e comece a praticá-lo.

Uma pessoa que vive frustrada é aquela que dedicou sua vida a agradar aos outros e que permitiu que os outros escolhessem por ela. No momento em que decidiu agradar os demais e dizer “sim”, quando, na verdade, queria dizer “não”, é que começa a aparecer a frustração. É impossível agradar a todos! Para superar a frustração, você deve se atrever a ser uma pessoa DIGNA, a deixar de agradar aos demais e correr atrás de metas, sonhos e objetivos alheios.

Dicas e estratégias práticas para curar a frustração e desfrutar ao máximo a vida:

Primeira dica: Detecte todos os objetivos que ainda não conseguiu alcançar. Se há metas em sua vida que ainda não conseguiu realizar e se dá conta de que isso produz angústia e ira, esses objetivos não cumpridos são a fonte de sua frustração. Descubra-os, fale deles, mas não reprima suas emoções nem tente tapá-las com vícios ou comportamentos compulsivos. Se for necessário, procure ajuda profissional.

Segunda Dica: Busque objetivos alternativos. Se perdeu um sonho, por maior que tenha sido, procure outro e faça o necessário para que ele se converta em realidade. Se você consegue sonhar, se consegue vê-lo primeiro em sua mente, poderá alcançá-lo. Transforme suas necessidades em motivações. Você precisa se auto-motivar o tempo todo; não espere ser motivado pelos demais. Todos os dias repita frases como: “Eu sou um vencedor!”, “Eu sou alguém rico”, “Ainda não consegui, mas tenho certeza que conseguirei!”.

Terceira Dica: Aceite os obstáculos que se apresentam. Não veja um obstáculo em seu caminho como algo impossível de superar, mas como uma oportunidade para usar sua criatividade, para tentar algo novo que nunca tinha provado antes. Para melhorar e crescer. Uma crise pode ser a melhor oportunidade de mudança na vida de uma pessoa. Mantenha-se positivo e na expectativa de coisas boas mesmo no meio das dificuldades. Não espere que as circunstâncias ao seu redor mudem. Mude você primeiro!

Quarta dica: Permita-se cometer erros. Cometer erros não é o fim do mundo. Capitalize em cima deles, aprenda. Converta-se em uma pessoa sábia e mude os pensamentos de derrota por pensamentos de êxito.

Quinta dica: Liberte-se de toda culpa. A culpa é um sentimento pernicioso que rouba seu sorriso, sua paz, a segurança em si mesmo e não permite avançar. Tire-a de sua vida por completo.

Sexta Dica: Não tenha expectativas superdimensionadas em pessoas ou circunstâncias. Não espere nada de ninguém. Não idealize ninguém. Todos somos seres humanos com os mesmos defeitos e virtudes. Se você espera muito de algo ou de alguém, sempre terminará frustrado.