Sequestro Emocional é quando você momentaneamente perde a lucidez. Você é literalmente sequestrado pela emoção. Ela toma conta dos seus pensamentos e faz você agir de uma determinada forma geralmente negativa.

No nosso cérebro temos o neocórtex, que corresponde a nossa mente consciente e que processa a parte racional, e temos o sistema límbico, que corresponde a mente inconsciente que processa a nossa parte emocional. O sistema límbico responde com mais velocidade do que o neocórtex, por que não passa por uma análise racional. No sistema límbico nós temos uma região em formato de amêndoas que se chama amígdala. É na amígdala que são armazenadas e processadas nossas reações emocionais.

A função da amígdala é de nos proteger. Ela analisa o que está acontecendo, muito rapidamente, e decide se é algo que pode nos ameaçar, nos fazer sofrer ou nos machucar de alguma forma. Em caso de ameaça a amígdala age muito rapidamente, sem que a reação passe por uma análise racional, e dispara reações no nosso corpo e hormônios que vão nos colocar no estado de fugir ou lutar para lidar com as ameaças.

Principais gatilhos que provocam um sequestro emocional:

O primeiro gatilho é o ataque e a falta de respeito, que na verdade é o que chamamos de invasão de território. Existem pessoas que praticamente se descontrolam quando alguém ameaça o seu território demarcado e pode ser uma pessoa que você ama, mas tem sentimento de posse por ela, uma mesa, um quarto, uma sala onde você arrumou suas coisas e alguém veio e bagunçou.

O segundo gatilho é quando você se sente injustiçado ou vê alguém que você considera ou ama injustiçado também. Essa sensação de injustiça é um dos gatilhos que mais despertam para atitudes agressivas, tanto físicas como verbais. Às vezes levando a pessoa a cometer absurdos até maiores do que a injustiça que pretende combater.

O terceiro gatilho é o da rejeição, esse sem dúvida nenhuma é o mais forte dos gatilhos e pode provocar 2 tipos de sequestros emocionais. O primeiro é o sequestro do impulso de ação, levando a pessoa a comportamentos exagerados para ser o centro das atenções, às vezes até levando a pessoa a arriscar a própria vida só para ter a atenção da pessoa que no seu cérebro emocional a rejeitou.

O segundo tipo de sequestro que com frequência a rejeição provoca é o sequestro emocional de estagnação e aprisionamento, levando a pessoa ao desinteresse pela vida e até mesmo à depressão.

O quarto e último gatilho que mais provoca sequestros emocionais é o de ficar submetido a metas irreais, em outras palavras é a pressão, quando uma pessoa assume uma responsabilidade que desde o começo ela percebe que não vai conseguir, ou quando essa pessoa recebe uma tarefa que ela nunca será capaz de cumprir, aí toda vez que ela é cobrada dessa tarefa ou pensa no que se comprometeu a fazer ela sofre alto grau de pressão e pode facilmente explodir.

05 passos que você precisa seguir para equilibrar a sua vida emocional.

 

  1. Estar Atento, sempre observando e pronto para mudar uma situação. Isso é possível porque antes do sequestro emocional, acontece o transbordamento emocional e é ele que temos que detectar para conseguir agir a tempo e mudar. Quanto mais você conhece seus comportamentos mais rápido percebe o transbordamento emocional.
  2. Descobrir quais os sintomas que vem antes do seu descontrole. Quando as coisas não acontecem como você quer ou como tinha planejado, como seu corpo reage? Quais são os seus comportamentos? Você começa a suar? Sente calor? Seu coração dispara? Diante da frustração ou da injustiça você fica agressivo ou triste? Ataca ou engole? Fica emburrado ou eufórico? O que acontece dentro de você? Quais são seus sintomas?
  3. Racionalização, é aqui que a razão vai te ajudar de verdade porque depois de identificar como você se sente é preciso dominar as emoções, começar a pensar com a cabeça. Para evitar uma resposta espontânea, impulsiva, sem controle. Aqui é o momento de trazer o adulto para a situação, porque no sequestro emocional você é dominado pela sua criança interior que não mede consequências. Quando você traz o adulto para a situação você consegue avaliar antes de tomar uma atitude.
  4. Ceder, ou seja, perceber que a resposta emocional que você pretende dar está desproporcional. Aí você aceita e cede. Porém, uma pessoa só consegue ceder quando é realmente humilde para reconhecer o erro e dizer para si mesmo: “eu estou realmente exagerando”, “agora eu estou realmente perturbado” ou “eu estou começando a ficar perturbado”.
  5. Você precisa dar uma válvula de escape para suas emoções, para baixar a excitação provocada por elas. Essa válvula de escape é bem simples. Pode ser: respirar profundo, o famoso “contar até 10”.

Esses 05 passos vão funcionar muito melhor quando mais rápido você perceber que está sendo vítima de um sequestro emocional.