Os pensamentos interferem em nossa atitude e isso reflete nos resultados que alcançamos. Você tem se perguntado até que ponto os pensamentos negativos que constantemente dão volta em sua cabeça podem afetá-lo?  Se você pensa sempre de maneira negativa, sem dúvida você terá uma vida negativa. Se nossos pensamentos são tóxicos as nossas emoções serão tóxicas!  

Vamos ilustrar isso analisando os tipos de pensamentos e as reações emocionais que eles engatilham, tudo isso com base nos estilos habituais de pensamentos limitantes, eu vou falar o tipo de pensamento negativo ou tóxico e  você vai analisar a reação emocional que é gerada a partir desse pensamento.

 

  •  Não deveria ser assim, não é justo! → Raiva!
  •  Algo ruim vai acontecer! → Medo
  •  Acho que eu não vou conseguir → Insegurança
  •  Se eu me expor, vão me rejeitar → Timidez
  •  Não deveria ter feito isso dessa forma → Culpa
  •  Há algo errado em mim → Vergonha
  •  Eu perdi algo valioso → Tristeza
  •  Nada muda, tudo é igual → Aborrecimento
  •  Nada vai melhorar → Desesperança
  •  Isso é horrível, insuportável → Desgosto
  •  Isso me aborrece, mas tenho medo dizer → Ressentimento
  •  Isso deveria ser para mim, não para outra pessoa → Inveja
  •  Não olhe tanto para (minha) parceira → Ciúmes


O que é uma crença? Uma crença é uma suposição, uma hipótese não verificada que se assume como certa, em outras palavras
uma crença é um estado mental em que a pessoa acredita sem nenhum questionamento que é algo é verdade (mesmo que isso não tenha nada a ver com a realidade em si). Neste estado ela envia sinais congruentes para o cérebro, sem deixar nenhuma dúvida. As crenças são tão poderosas que têm a capacidade de afetar nosso corpo. Literalmente, os pensamentos se materializam por obra dos péptideos, que são moléculas que se geram cada vez que uma ideia aparece em nossa mente.

Passos que você deve dar para eliminar os pensamentos tóxicos ou crenças limitantes:

Primeiro passo: Para eliminar as crenças limitantes é: você identificar quais são as crenças que estão impedindo você de agir. O que incomoda você em sua vida? Você costuma culpar o mundo externo pelo que acontece com você sempre da mesma forma, em uma situação parecida?

Uma dica para isso é você relacionar as afirmações que estão ligadas as três frases mais usadas pelas pessoas: “não consigo”, “não sei” e “não tenho”. A maneira mais eficaz de se fazer isso é pegar papel e caneta e anotá-las. Por exemplo: “Minha crença limitante é que eu não consigo me superar e por essa razão eu acabo procrastinando minhas ações”.

 Segundo passo: Projetarmos pensamentos positivos sobre nós mesmos, Quando projetamos pensamentos positivos a respeito de nós mesmos a nossa resposta emocional será favorável e surgirão a confiança, alegria, entusiasmo, serenidade, amor, compaixão, igualdade ou otimismo. Pensamentos do tipo “sou capaz”, “sou produtivo”, “sou trabalhador”, “sou valioso”, “sou digno”, “sou único”, “sou positivo”, “sou alegre”, ativam o melhor da nossa natureza afetiva.

 Terceiro Passo: Mude suas Palavras suas palavras não descrevem a realidade, as palavras criam a realidade, e aquilo que declaramos é um reflexo de nosso sistema de crenças. Nossas palavras, por sua vez, afetam o modo como pensamos e nossa disposição de ânimo. Então, eliminando os pensamentos tóxicos, é inevitável que nos comuniquemos de forma diferente, a partir de uma perspectiva positiva. Abandone a negatividade e adote um vocabulário sofisticado, ou seja, voltado para o sucesso.

Quarto passo: Ressignifique as experiências traumáticas. Ressignificar é preciso para expandir o seu potencial. Deste modo, quando não conseguimos ressignificar as experiências ruins, as palavras negativas proferidas por pessoas que amamos e admiramos, nos fazem criar bloqueios.

Quinto passo: Crie um Novo Mindset! Este passo altera nossa configuração mental substituindo crenças passadas e negativas, por novas crenças fortalecedoras para garantir uma mudança congruente e duradoura. Um dos meios mais eficazes de se fazer isso, é escrever suas crenças antigas no papel e depois criar novas crenças fortalecedoras.

Por exemplo: “Eu não consigo emagrecer porque eu vivo ansioso procurando comida o tempo todo.” Agora vamos substituir a crença limitante por uma crença fortalecedora, escrevendo: “Antigamente eu não conseguia emagrecer, no entanto, agora tenho uma estratégia correta para vencer a ansiedade e comer equilibradamente.”